Publicado por: claudio | maio 11, 2010

Discriminação de preços, na prática (again)

O aluno Pedro (Microeconomia I) deu este exemplo hoje: Applebee´s de BH discrimina preços. Eu já havia falado de outros exemplos em posts anteriores aqui mesmo.

Pois bem, o mais interessante é notar que, geralmente, a primeira reação de muitos alunos ao primeiro contato com o tema, é fazer uma cara feia (economia normativa) sem entender bem o mecanismo (economia positiva) subjacente a esta clássica estratégia de mercado. Geralmente, inclusive, há quem acuse o “grande capital” de “explorar” alguma classe, destruir o meio ambiente e criar um exército de sogras. Coisa realmente mirabolante.

Mas quando o sujeito pensa que pode pagar menos por uma boa refeição, tudo muda: aí a economia é linda, o arco-íris é uma constante e urubu é meu louro.

O fato é que se você entende bem a discriminação de preços, esta de livro-texto de primeiro período, você percebe que se existem demandas distintas, não faz o menor sentido – inclusive em termos do bem-estar social – cobrar o mesmo preço para ambas.

Claro que você pode pensar mais no assunto, mas o interessante da história é que, no caso do Applebee´s, se eu fizesse uma pesquisa em sala de aula hoje, eu teria encontrado, muito provavelmente, 100% de apoio à política de preços.

Será que encontramos um exemplo no qual os consumidores são favoráveis à discriminação perfeita?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: